Se quer que o seu filho seja mais resiliente, eduque-o na natureza

Albert Einstein dizia o seguinte: “Olhe profundamente para a natureza e então, compreenderá tudo melhor.” A proposta simples, mas reveladora do físico alemão, assume uma relevância especial numa era em que a desconexão com a natureza está a levar a um cenário que não é muito favorável à civilização. Um problema que começa na infância, com sistemas educativos que menosprezam a ligação com o ambiente selvagem e o contacto direto com o ambiente natural.

Integrar a educação na natureza multiplica os benefícios da educação infantil. Primeiro pela biofilia, termo inventado nos anos 80 pelo biólogo Edward O. Wilson para explicar a necessidade de os humanos estarem em contato com o meio ambiente. “A natureza proporciona um ambiente saudável no qual pode exercitar habilidades motoras, prevenir patologias derivadas de um estilo de vida sedentário, encontrar espaço físico e mental, serenidade, conexão e transcendência. Ajuda a mitigar conflitos, a sentir-se melhor consigo próprio e, portanto, com os outros”, compartilha Katia Hueso, bióloga, professora universitária e autora do livro Educando na Natureza (Plataforma Atual, 2021).

Os seres humanos são a natureza e nós nascemos com os mecanismos biológicos necessários para permanecer ligados a ela. Isto é conhecido como biofilia e é fácil de perceber na infância. Vemos como as crianças gostam de tudo o que vive, natureza, água, areia, animais, o vento, nuvens…. Desde muito cedo somos apaixonados pela vida natural, porque fazemos parte dela”, diz Bibiana Marful, cofundadora da EDNA, a Associação Nacional de Educação na Natureza e diretora da Nenea, a primeira escola ao ar livre na Galiza.

A ligação com a natureza fortalece as habilidades psicomotoras, a força e até mesmo a resistência. “Além disso, as crianças que desfrutam dessa metodologia têm um sistema imunológico muito fortalecido e o contato com elementos naturais gera neles um nível muito alto de saúde. Poucos resfriados, poucos vírus, poucas infeções em geral, essa é a realidade das escolas na natureza”, revela Marful.

A nível psicológico, existem múltiplos benefícios proporcionados por esses cenários. Entre todos eles, Marful destaca a resiliência, pela sua utilidade na experiência de vida. “Estar em contato com a natureza todos os dias torna-nos pessoas resilientes porque temos que nos adaptar constantemente às mudanças que ocorrem, querendo ou não, no meio ambiente. A poça que você deixa hoje, amanhã não está lá e há lama ou gelo. Há mudanças, e com elas novas possibilidades. Flexibilidade e adaptação são características fundamentais para a vida“, diz.

Hotel recomendado

Fonte: Si quieres que tu hijo sea más resiliente, edúcalo en la naturaleza (lavanguardia.com)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create your website with WordPress.com
Iniciar
%d bloggers like this: